Dilma ou Serra?


Meus amigos devem estar indignados perguntando: Camila falando sobre política?
Hoje eu estava trabalhando e surgiu o assunto, minha colega quebrou o silêncio que havia e afirmou: vou votar no Serra...
Eu fiquei confusa, pois ela tinha votado na Dilma no dia 3 de outubro, fiquei confusa e tbm curiosa...
Quis saber o motivo e então ela falou que não iria votar na Dilma novamente pq ela é a favor do aborto; e ela evangélica é a favor da vida...
Quê?
Ahhhhhhhhh por favor! A cada dia que passa tenho mais raiva de religião, nunca vi um povo tão fácil de ser manipulado.
Me disseram tbm que a Dilma tinha dito que nem Deus a tiraria da presidência rsrsr 
Será que ela ficou com inveja de Tancredo Neves?
Nessa faltou criatividade.
Não precisa nem ser um gênio, não precisa nem entender de política pra saber o que está acontecendo...
Eu votar no PSDB? Nem morta! 
Só se ele me devolver a Vale do Rio Doce... rsrs (brincadeira)
Então, antes de votar pesquise um pouco pq quando o país sofre, vc tbm é afetado de uma forma ou de outra.



Carta 1

O Hino Nacional diz em alto e bom tom (ou som, como preferir) que “um filho seu não foge à luta”. Tanto Serra como Dilma eram militantes estudantis, em 1964, quando os militares, teimosos e arrogantes, resolveram dar o mais besta dos golpes militares da desgraçada história brasileira. Com alguns tanques nas ruas, muitas lideranças, covardes, medrosas e incapazes de compreender o momento histórico brasileiro, “colocaram o rabinho entre as pernas” e foram para o Chile, França, Canadá, Holanda. Viveram o status de exilado político durante longos 16 anos, em plena mordomia, inclusive com polpudos salários. Foi nas belas praias do Chile, que José Serra conheceu a sua esposa, Mônica Allende Serra, chilena.
Outras lideranças não fugiram da luta e obedeceram ao que está escrito em nosso Hino Nacional. Verdadeiros heróis, que pagaram com suas próprias vidas, sofreram prisões e torturas infindáveis, realizaram lutas corajosas para que, hoje, possamos viver em democracia plena, votar livremente, ter liberdade de imprensa. Nesse grupo está Dilma Rousseff. Uma lutadora, fiel guerreira da solidariedade e da democracia. Foi presa e torturada. Não matou ninguém, ao contrário do que informa vários e-mails clandestinos que circulam Brasil afora.Não sou partidário nem filiado a partido político. Mas sou eleitor. Somente por estes fatos, José Serra fujão, e Dilma Rousseff guerreira, já me bastam para definir o voto na eleição presidencial de 2010. Detesto fujões, detesto covardes!
 
Pedro Bial, jornalista.

Carta 2

“Marina, morena Marina, você se pintou” – diz a canção de Caymmi. Mas é provável, Marina, que pintaram você. Era a candidata ideal: mulher, militante, ecológica e socialmente comprometida com o “grito da Terra e o grito dos pobres”, como diz Leonardo. Dizem que escolheu o partido errado. Pode ser. Mas, por outro lado, o que é certo neste confuso tempo de partidos gelatinosos, de alianças surreais e de pragmatismo hiperbólico? Quem pode atirar a primeira pedra no que diz respeito a escolhas partidárias? Mas ainda assim, Marina, sua candidatura estava fadada a não decolar. Não pela causa que defende, não pela grandeza de sua figura. Mas pelo fato de que as verdadeiras causas que afetam a população do Brasil não interessam aos financiadores de campanha, às elites e aos seus meios de comunicação. A batalha não era para ser sua. Era de Dilma contra Serra. Do governo Lula contra o governo do PSDB/DEM. Assim decidiram as “famiglias” que controlam a informação no país. E elas não só decidiram quem iria duelar, mas também quiseram definir o vencedor. O Estadão dixit: Serra deve ser eleito.  
Mas a estratégia de reconduzir ao poder a velha aliança PSDB/DEM estava fazendo água. O povo insistia em confirmar não a sua preferência por Dilma, mas seu apreço pelo Lula. O que, é claro, se revertia em intenção de voto em sua candidata. Mas “os filhos das trevas são mais espertos do que os filhos da luz”. Sacaram da manga um ás escondido. Usar a Marina como trampolim para levar o tucano para o segundo turno e ganhar tempo para a guerra suja.Marina.

Maurício Abdalla, Professor de filosofia da UFES, autor de Iara e a Arca da Filosofia.


A decisão é sua, o problema é nosso.

10 Comentários:

Gabriela Moura disse...

mt bom esse texto.. kra vc se expressa mt bem e o seu ponto de vista é bem definido... vc tem um dome poukas pessoas tem defender pensamento sem se enrolar.. parabens.. aproveita e da uma olhadinha no meu blog...
esse texto que te mandei tem um contexto politico!!
http://gabrieladelimamoura.blogspot.com/2010/10/incrivel.html

David B. Carvalho disse...

Ah, emporcalhou seu blog

.:JehFinhO:. disse...

huum Legal; seu blogger muito boom o conteúdo; parabéns; muito legal mesmo. "VAMO DILMA"

visita meu blogger? http://diversao-web.blogspot.com

Canto do Lufa disse...

Gostei dos seus dois pontos de vista.

MAs ainda assim fico com o Serra.

A Dilma não tem preparo, não tem noção. Chega a ser ridículo comparar os dois falando.

Não acho que o Serra seja o ideal mas ele está mais perto do que a Dilma.

Na verdade, votei na Marina no primeiro turno, queria algo novo.

Vamos ver no que vai dar

Hozana Rodrigues disse...

É. Política é algo que deve ser pensada com cautela e cuidado. Através de nossas decisões o país anda ou para frente ou para trás. É claro que queremos que seja para frente, mas para isso é preciso votar na pessoa correta! Beijinhos no ♥

Visite meu blog quando der... http://aborboletra.blogspot.com

David B. Carvalho disse...

http://pt-br.governobrasil.wikia.com/wiki/Governo_Brasil_Wiki

Anônimo disse...

12345 teve 44 votos em S,F, Itabapoana. Valeu! Ele foi reeleito graças a coletividade de amigos.Obrigada!

Camila Gusmão disse...

Fiquei feliz por vc....
Parabéns...

Obs: S.F?
Não seria B.J?

Francorebel disse...

Carne podre ou linguiça estragada?

Camila Gusmão disse...

Acho que nesse caso prefiro a Marina... hahaha

/
 
© 2009 | As 4 estações. | Por