Opostos que não se atraem.


Não sei ser triste, mas tbm não sei ser feliz.
Viver por viver não é viver, é não viver mesmo que esteja vivo.
Pensam que me conhece, mas não sabem da tristeza do meu sorriso.
Ninguém nunca mais poderá ultrapassar o limite da minha pele.
Ninguém
Ninguém
Ninguém.

12 Comentários:

Francorebel disse...

O mosquito da dengue ultrapassa o limite da sua pele, a agulha da vacina também......

Ganhei outro selo igual aquele q você me deu.
Enjoado de selo já.

Deixem-me em paz!

Camila Gusmão disse...

Convencido =P

Nina disse...

Camila, palavras racionais.
Realmente os opostos somente se atraem na ciência. Pois nos seres humanos, as coisas são bem diferentes.

Gostei!!

Abraço
NINA

Anônimo disse...

Vixe! Sai desse corpo q isso não te pertence!
E sempre vão ultrapassar os limites da sua pele. Inevitável. Resta saber se vc se aprontou para a festa do espelho. Essa sim impede q ultrapassem os limites indesejáveis. Deixe refletir no outro, o outro, e vc simplesmente não verás ou sentirás o que não te convém.
Tudo passa...calminha aí

Cristiane Melo disse...

oi queridaa! muito grata pelo selo! adorei!
adorei o texto tbm!
beijos, namastê! ^^

Rafael Araujo disse...

Retribuindo a visita
Muito show o BLOG
POstagens otimas
SUCESSO!!
http://maniaderafa.blogspot.com

Laura disse...

Je ne pense pas que ce soit juste...
:/

Laura disse...

Je ne pense pas que ce soit juste...
:/

eu mesmo disse...

É só aprender.

eu mesmo disse...

Sou uma pessoa, oras. É muito dificil essa pergunta.

myimmortal-jb disse...

Tem momentos que você tem que se permitir isso.

ameeeeeeeeeeeei teu blog *---*

seguindo aqui xD

Agnes disse...

Opostos podem se atrair e se entender,sim.
Mas sabe pq é difícil?
Em relacionamentos assim tem que se ceder demaaaaaais, e aí um fica feliz e outro não.
Equilíbrio é a chave!

Sobre o fim do seu post, entendo o jeito que vc pensa, é bem ruim qndo parece que nmg vai nos compreender...
E vc escreve muito bem, eu ficaria honrada se vc visitasse meu blog *-*
http://s2ois.blogspot.com

/
 
© 2009 | As 4 estações. | Por